fbpx

BLOG DA VT

Compliance: A Importância do Conceito nas Políticas de uma Organização

terça-feira, novembro 2018
  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • Compliance: A Importância do Conceito nas Políticas de uma Organização

A palavra “compliance” tem origem na língua inglesa e sua tradução literal seria “conformidade”. Além disso, o verbo “to comply” é empregado para indicar o fato de agir em sintonia com as regras.

No Brasil, existem alguns usos que dão sentido à palavra, como por exemplo:

– Política de compliance: refere-se ao conjunto de medidas com o objetivo de alcançar a aderência às leis e aos padrões éticos;

– Empresas in compliance: refere-se à situação em que uma organização está aderente às leis e aos padrões éticos de conduta.

Para uma empresa estar em compliance é necessário estar em conformidade com os órgãos de regulamentação, às leis trabalhistas, fiscais, contábeis, financeira, ambiental, previdenciária, entre outras regras impostas às empresas e sociedades.

A prática surgiu inicialmente nas instituições financeiras. Com o tempo, espalhou-se por todos os segmentos de negócio. Logo se identificou que era impossível implementar procedimentos de conformidade sem conhecimento dos processos internos, metodologias de trabalho utilizadas e afins, passando-se a adotar um setor específico para compliance nas empresas. Os benefícios para a empresa, sem dúvida, resulta diretamente na prevenção perdas financeiras e condenações e, indiretamente, na proteção do patrimônio e na criação de ambiente de trabalho mais seguro e confiável para todos. Como introduzir o Compliance nas empresas?

Sua empresa não tem função de compliance incorporada? Elencamos algumas dicas para te ajudar a introduzir a função no seu negócio:

1. Verifique se a empresa está registrada corretamente nos órgãos reguladores e se as leis trabalhistas, fiscais, contábeis, ambientais, estão sendo seguidas corretamente;

2. Gerencie e verifique as políticas de gestão de pessoas, finanças, contábeis, marketing e comercial empregadas pela empresa. Se necessário, procure ajuda;

3. Verifique se o serviço ou produto desenvolvido está de acordo com as normas técnicas e em conformidade com o Código de Defesa do Consumidor;

4. Elabore manuais de conduta e desenvolva planos de disseminação do compliance na empresa;

5. Analise e previna fraudes e realize auditorias periódicas;

6. Busque assessoria profissional sobre o assunto.

Para além disso, a função de compliance é essencial para a empresa, visto que essa atividade traz melhor rentabilidade, credibilidade e fortalecimento da relação por parte dos investidores, fornecedores e clientes e melhora nos níveis de governança corporativa. Agora fica mais prático saber como implementar a função de compliance na sua empresa. Vamos lá?

Veja também

+ leia mais
segunda-feira, março 2017

Por que seu recrutamento deve começar pelo porquê

“Se você contratar as pessoas porque elas são capazes de executar um trabalho, elas trabalharão apenas por dinheiro. Se você contratá-las porque acreditam no que você acredita, elas trabalharão com todo seu sangue, suor e lágrimas.” – Simon Sinek Simon Sinek é o guru do Círculo de Ouro, teoria que baseia o sucesso de uma empresa […]

Abrir
+ leia mais
segunda-feira, fevereiro 2019

VT realiza doação para ONG em Porto Alegre

Desde agosto de 2015, a ONG Cozinheiros do Bem faz ações voltadas a moradores de rua. As ações como preparo de alimentos, doações de roupas e remédios, são feitas por voluntários que dedicam seu tempo a ajudar os moradores de rua e seus animais de estimação. Atualmente são servidos 500 kg de alimento por ação. […]

Abrir