BLOG DA VT

Compliance: A Importância do Conceito nas Políticas de uma Organização

terça-feira, novembro 2018
  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • Compliance: A Importância do Conceito nas Políticas de uma Organização

A palavra “compliance” tem origem na língua inglesa e sua tradução literal seria “conformidade”. Além disso, o verbo “to comply” é empregado para indicar o fato de agir em sintonia com as regras.

No Brasil, existem alguns usos que dão sentido à palavra, como por exemplo:

– Política de compliance: refere-se ao conjunto de medidas com o objetivo de alcançar a aderência às leis e aos padrões éticos;

– Empresas in compliance: refere-se à situação em que uma organização está aderente às leis e aos padrões éticos de conduta.

Para uma empresa estar em compliance é necessário estar em conformidade com os órgãos de regulamentação, às leis trabalhistas, fiscais, contábeis, financeira, ambiental, previdenciária, entre outras regras impostas às empresas e sociedades.

A prática surgiu inicialmente nas instituições financeiras. Com o tempo, espalhou-se por todos os segmentos de negócio. Logo se identificou que era impossível implementar procedimentos de conformidade sem conhecimento dos processos internos, metodologias de trabalho utilizadas e afins, passando-se a adotar um setor específico para compliance nas empresas. Os benefícios para a empresa, sem dúvida, resulta diretamente na prevenção perdas financeiras e condenações e, indiretamente, na proteção do patrimônio e na criação de ambiente de trabalho mais seguro e confiável para todos. Como introduzir o Compliance nas empresas?

Sua empresa não tem função de compliance incorporada? Elencamos algumas dicas para te ajudar a introduzir a função no seu negócio:

1. Verifique se a empresa está registrada corretamente nos órgãos reguladores e se as leis trabalhistas, fiscais, contábeis, ambientais, estão sendo seguidas corretamente;

2. Gerencie e verifique as políticas de gestão de pessoas, finanças, contábeis, marketing e comercial empregadas pela empresa. Se necessário, procure ajuda;

3. Verifique se o serviço ou produto desenvolvido está de acordo com as normas técnicas e em conformidade com o Código de Defesa do Consumidor;

4. Elabore manuais de conduta e desenvolva planos de disseminação do compliance na empresa;

5. Analise e previna fraudes e realize auditorias periódicas;

6. Busque assessoria profissional sobre o assunto.

Para além disso, a função de compliance é essencial para a empresa, visto que essa atividade traz melhor rentabilidade, credibilidade e fortalecimento da relação por parte dos investidores, fornecedores e clientes e melhora nos níveis de governança corporativa. Agora fica mais prático saber como implementar a função de compliance na sua empresa. Vamos lá?

Veja também

+ leia mais
domingo, fevereiro 2017

5 Softwares essenciais para um RH Inovador

Tornar a vida do RH mais fácil é o que precisamos para desenvolver uma área mais estratégica, não é? Mas como ter tempo para inovar se o seu setor ainda executa burocracias desnecessárias? A Pesquisa “Perspectivas de Orçamentos” revelou o que essa mudança de postura é prioridade para as empresas em 2017. Isso porque 33% delas responderam ter […]

Abrir
+ leia mais
terça-feira, novembro 2018

Compliance: A Importância do Conceito nas Políticas de uma Organização

A palavra “compliance” tem origem na língua inglesa e sua tradução literal seria “conformidade”. Além disso, o verbo “to comply” é empregado para indicar o fato de agir em sintonia com as regras. No Brasil, existem alguns usos que dão sentido à palavra, como por exemplo: – Política de compliance: refere-se ao conjunto de medidas […]

Abrir