BLOG DA VT

5 Tendências do RH Inovador em 2017

sábado, dezembro 2017
  • Home
  • >
  • Blog
  • >
  • 5 Tendências do RH Inovador em 2017

O RH é uma área ainda jovem e com muito a amadurecer. Mas, em pouco tempo, já recebeu o maior desafio dentro das empresas: gerenciar o futuro delas. O Recursos Humanos gerencia o bem mais valioso das novas organizações: as pessoas. E é esse bem que garantirá a sobrevivência e o crescimento de qualquer empresa, por mais tecnologia e história que ela carregue.

O RH tem as soluções da porta para dentro. E, portanto, também da porta para fora.

Por isso, 2017 espera um profissional ainda mais estratégico e inovador, integrado ao mercado e orientado por uma visão global e de novos modelos de gestão.

O salto é cada vez maior, e por isso a insegurança também. Por isso, selecionamos algumas dicas de profissionais para você se preparar para o que está por vir.

1. Um RH em posições de gestão

A tendência é que o RH assuma ainda mais postos estratégicos na empresa. Isso porque é o setor que deve conectar as novas gerações com o propósito e valores da empresa, sendo responsável pelos talentos que irão garantir o crescimento.

Com tamanha relevância e possibilidades nas mãos – o capital humano – não é mais o financeiro ou o marketing, mas o RH que oferece espaço gigantesco para a inovação e um papel estratégico de verdade.

O próximo CEO das empresas é quem entende de mobilizar pessoas em torno de um objetivo comum e que tem compreensão macro de cada área.

2. Adequação da empresa à nova geração

A geração Z (dos nascidos entre 1995 e 2010) não é instável. Ela só precisa se identificar com a sua cultura. Empresas grandes precisam entender como atrair essas pessoas, e é o RH o responsável por essa adequação.

Do que essa geração precisa? Mais colaboração, mais participação nas tomadas de decisões e mais autonomia. Por isso, um RH inovador deverá pensar em ainda mais processos abertos e em alimentar confiança nas pessoas.

Mais um ponto a lembrar sempre: transparência e feedbacks também são essenciais para manter a motivação desses jovens.

3. Retenção de conhecimento, não de talentos.

O modelo Standford de gestão de pessoas não considera mais a retenção de talentos, mas o legado deles para a empresa. Isso tende a se consolidar em 2017.

A nova geração é inquieta e vai sim mudar quando quer. Por isso, pare de se preocupar em reter pessoas e pense em reter conhecimento.

Facilite o compartilhamento e a manutenção da informação com todos. Faça a informação gerada pelo profissional ser compartilhada com toda a empresa e mantida de um jeito fácil.

4. Um RH aliado à tecnologia da informação

O RH é um parceiro de negócios da empresa, apoiando as estratégias internas e externas e fornecendo ferramentas de gestão. A tecnologia no setor deve facilitar ainda mais a rotina da empresa, trazendo mais qualidade e motivação ao trabalho e reduzindo burocracias.

Softwares podem ajudar em recrutamento e seleção, testes psicológicos e gestão de processos, por exemplo. A união desses dois principais ativos da empresa – as pessoas e a tecnologia – são a mistura perfeita para o sucesso.

5. Mais participação em estratégias de marketing

Cada vez mais o marketing precisa transmitir a essência da empresa, a proposta de valor que envolve todos os colaboradores. Por isso, é cada vez maior também o envolvimento do RH com o marketing externo. O valor da empresa transmitido aos funcionários é o mesmo que refletirá cada vez mais lá fora.

Para fazer isso, o reforço no endomarketing traz ainda mais estratégias que antes só eram utilizadas com clientes externos, como o conceito de fidelização. Pesquisas de clima organizacional e eventos de integração são alguns desses exemplos.

Veja também

+ leia mais
segunda-feira, março 2018

Empresas com líderes femininas superaram o machismo?

Em 2016 o número de mulheres nos cargos de liderança no Brasil aumentou em 11%, segundo a International Business Report (IBR). E esse índice só cresce. Mas quem sente que o desafio delas terminou ao chegarem lá no topo? A ascensão está, ao contrário, longe de representar menos obstáculos, e sim novos desafios. As líderes, o RH e […]

Abrir
+ leia mais
quinta-feira, janeiro 2019

Como a integração organizacional pode engajar os colaboradores de uma empresa?

Socialização é a assimilação de hábitos que caracterizam o indivíduo ao seu grupo social. É o processo através do qual o indivíduo se torna membro funcional de uma comunidade, assimilando sua cultura. Sendo assim, a integração organizacional é a forma com que a organização recebe os novos colaboradores e os integra à sua cultura, socializando-os […]

Abrir